Suplemento Crônica 471 – “Agora, Se Vestir Bem Está Ao Alcance De O Mundo Todo”

Suplemento Crônica 471 - "Agora, Se Vestir Bem Está Ao Alcance De O Mundo Todo" 1

Suplemento Crônica 471 – “Agora, Se Vestir Bem Está Ao Alcance De O Mundo Todo”

FORMAÇÃO: Madrileno, de trinta e sete anos, é formado em Língua e Literatura.Estudou moda em Nova York e Florença. ESPECIALIDADE: vestidos de noiva e trajes de celebração de alta-costura. UM LIVRO: No “Vamos de casamento” oferece sugestões para as noivas.

Amanhã, segunda-feira, a revista Telva distingue Lorenzo Darsena como melhor designer português do ano. PERGUNTA.- Existe química entre você e a princesa das Astúrias? RESPOSTA.- Quando elaborou um projeto desta forma, eu não penso que para quem é; eu ficaria bloqueado. Penso em quem eu tenho pela frente. Deve sair feliz da oficina, espetacular. Se eu início a pensar em tudo o que pode vir por trás, não faço nada. P. – Letizia se deixa vestir ou tem modo respectivo? R. – Eu acho que sim, você tem.

Antes falamos de química entre o designer e a pessoa que está pela frente do espelho do provador, seja ele quem for. É fundamental. É Dessa forma que eu gosto de fazer roupas sob medida. Não há dúvida essa simbiose entre a costureira e consumidor é essencial para o resultado encerramento.

P. – Vem a tempo a T Telva? R. – Imagine. É o prémio português de superior prestígio para a nossa profissão. E mais pra mim que sou um ser atípico. Não apresentou coleções, eu não subo em uma passarela e vou dar o meu ar. Foi uma verdadeira surpresa, eu te digo que eu não esperava. P. – qual A colegas espanhóis admira você?

R. – Tenho o orgulho de ter uma excelente relação com dom Manuel Pertegaz, mas não poderá me visualizar amanhã por causa de inaugura a sua exibição em Barcelona. P. – como Se sente muito obrigado a repetir que Balenciaga era o excelente de todos os tempos? R. – Não, é uma figura valorizada em exagero. Há coisas suas que eu amo, era um vistoso casaco, jaqueta e casaco e o segura como ninguém, mas para os trajes de noite, eu prefiro um enorme esquecido, Antonio Castillo. Um homem refinadísimo que trabalhou em Paris pra moradia Lanvin, os seus trajes de noite eram lindas.

P. – E fora de Portugal? R. – Hoje o mestre incontestável é Karl Lagerfeld. P. – Que lhe parece que as grandes lojas de departamentos H & M, aproveitando dentro de alguns dias uma coleção de Lagerfeld e irão contratar algumas estrelas da moda para cada estação? R. – Fantástico. A roupa não necessita ser cara. É uma ideia genial. Mas isto de imediato o tínhamos em Portugal. Olha o que há Amancio Ortega com a Zara. Mudou todos os esquemas determinados.Agora se vestir bem está ao alcance de todo o mundo.

  • Seis João Padeiro, quinta-feira, vinte de fevereiro de 1873, número 57, BPEJ
  • 961 Bailarino Flamenco chamado Ciro
  • dois Como O Gigante da América
  • Ginástica choripanera, com Pichu (Uruguai) e Migue (França)
  • Terça – feira- 13.00 h
  • Direitos da caridade
  • um usuários estão analisando esse assunto

E uma música: o Que você descobre de Maré (se compreende)? Uma saudação Enviada por d5m (08/11/2009 22:30) Portugal vai passar um mau bocado em frente à Bósnia, um pc que faz diversos gols e é competitivo. França jogará com uma Itália pequena.

Trapattoni converteu os irlandeses em um computador esquisito, direto, de defesa, penoso de ultrapassar. Serão duas eliminatórias muito correspondidas. Digo com segurança que me dá a minha terrível experiência como bolão. Olá Tiago, Após observar neste momento alguns partidos de Chigrinsky o

por